Archive for the 'Diretores' Category

31
out
12

Halloween

O dia de hoje não é “um qualquer”. Hoje é o dia em que as bruxas ficam soltas, os vampiros se alimentam, os monstros se divertem. Dia de travessuras e gostosuras. Hoje é Halloween.

O cinema se apropriou, e muito, dessa data para colocar medo nas pessoas. O filme Halloween é um grande clássico desse suspense temático. O filme foi dirigido por John Carpenter, que tem outros clássicos do suspense em sua carreira, como por exemplo Christine, O Carro Assassino.

O filme se passa na pequena cidade de Haddonfield em Illinois, onde o garoto Michael Myers, em noite de Halloween, ao ver sua irmã transando com o namorado, pega uma faca e a mata utilizando uma mascara e uma fantasia de palhaço. O curioso é que a cidade Haddonfield de fato existe, mas em New Jersey.

Após esse assassinato o garoto é mandando para um hospício onde fica por 15 anos, até fugir em uma noite de véspera de halloween. Mais uma curiosidade geográfica é que a cidade onde fica o hospício, Smith’s Grove, também existe, mas não fica localiza em Illinois, como é dito, mas sim em Kentucky.

Atrás de vingança, Michael Myers volta para a cidade natal e comete assassinatos. O interessante de se colocar é que neste filme, diferente dos outros 9 que compõem, só existem 4 assassinatos e ainda sim um deles nós não vemos. Uma alternativa bem interessante para os  mais amedrontados.

Recomendamos Halloween no halloween. Selo de qualidade Vertigem!

12
set
12

Quando Spielberg desertou praias…

Lançado em 1975, Tubarão é considerado por muitas críticas como a obra-prima de Steven Spielberg. Entre a marcante e minimalista música tema e os efeitos especiais inovadores para a época, o filme se tornou um fenômeno quando lançado (levando pessoas a deixarem de ir à praia tamanho o terror impactado pelo longa) e foi reverenciado pela ousadia do diretor de não revelar o monstro protagonista até a cena clímax do filme, algo impensável até então, considerando que o “cinema de monstros” sempre apostara no espetáculo e no exagero para causar uma impressão, ao passo que o filme de Spielberg construía uma crescente tensão explorando a imaginação do expectador para atingir a pretendida sensação de horror, ao melhor estilo Hitchcockiano.

Pouco se sabe, no entanto, que a decisão de Spielberg de não revelar o monstro de imediato surgiu justamente como solução criativa de sérias dificuldades técnicas, o tubarão mecânico de borracha construído especialmente para o filme era extremamente problemático e quase levou a equipe a desistir da produção do longa.

12
set
12

Hitchcock volta às telas

Existem dois filmes atualmente que contam um pouco da biografia do mestre Hitchcock, um deles já pronto e outro em produção. O que já está pronto se chama The Girl e estreia no dia 20 de outubro (2012) e conta sobre a relação entre o diretor de cinema Alfred Hitchcock e a atriz Tippi Hedren durante as filmagens do clássico “Os Pássaros”.

O outro filme ainda está em produção e conta dos bastidores das filmagens do clássico “Psycho”. Ele é uma adaptação do livro Alfred Hitchcock And The Making Of Psycho. Não se tem muitas informações sobre o filme, mas sabemos que se chamará Hitchcock, será dirigido por Sacha Gervasi e protagonizado por Anthony Hopkins.

Alfred Hitchcock é considerado por muitos o rei dos filmes de suspense (como já foi dito em outra postagem). Ele teve uma carreira que se iniciou com o filme (curta metragem) The Call of Youth em 1921 e “terminou” com o filme Family Plot de 1976. 55 anos de carreira e aproximadamente 53 filmes no total.

Tamanha maestria merece homenagens e nada mais justo que um filme contando uma fração de seu trabalho.

29
ago
12

Quando Hitchcock tremeu nas bases.

Aclamado como o mestre do suspense, Hitchock já teve seu reinado ameaçado por um cineasta francês, Henri-Georges Clouzot. Em 1955, o diretor inglês já havia se estabelecido como um dos grandes nomes do cinema de suspense e já havia realizado clássicos como “Festim Diabólico” e “Janela Indiscreta”, no auge de sua potência criativa e poucos anos distante de dirigir filmes que marcariam a história do cinema como “Piscose” e “Vertigo”, Hitchcock teve suas estruturas abaladas pelo lançamento inesperado de um clássico do cinema de suspense, o filme “Les Diaboliques”, de Henry-Georges Clouzot.

O longa, baseado no romance francês Celle qui n’était plus, trabalhou de forma maestral os mesmos elementos que Hitchcock trabalhava em seus filmes (temática lúgubre, personagens dúbios, viradas de roteiro brilhantes e subtas) e acompanhado de uma estratégia de marketing excitante (o trailer advertia ao público para que este não revelasse o final do filme) o filme se tornou um sucesso de crítica e ganhou a admiração do próprio Hitchcock, que confessou ter se inspirado na obra-prima de Clouzot para realizar filmes como “Psicose” e reclamar seu trono periclitante de mestre do suspense.




Siga-nos no Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.