12
set
12

Quando Spielberg desertou praias…

Lançado em 1975, Tubarão é considerado por muitas críticas como a obra-prima de Steven Spielberg. Entre a marcante e minimalista música tema e os efeitos especiais inovadores para a época, o filme se tornou um fenômeno quando lançado (levando pessoas a deixarem de ir à praia tamanho o terror impactado pelo longa) e foi reverenciado pela ousadia do diretor de não revelar o monstro protagonista até a cena clímax do filme, algo impensável até então, considerando que o “cinema de monstros” sempre apostara no espetáculo e no exagero para causar uma impressão, ao passo que o filme de Spielberg construía uma crescente tensão explorando a imaginação do expectador para atingir a pretendida sensação de horror, ao melhor estilo Hitchcockiano.

Pouco se sabe, no entanto, que a decisão de Spielberg de não revelar o monstro de imediato surgiu justamente como solução criativa de sérias dificuldades técnicas, o tubarão mecânico de borracha construído especialmente para o filme era extremamente problemático e quase levou a equipe a desistir da produção do longa.


0 Responses to “Quando Spielberg desertou praias…”



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Siga-nos no Twitter

Curta no Facebook


%d blogueiros gostam disto: